Ó meu Deus! És Aquele que guia à vereda reta, Quem salva, do deserto da perdição, a alma perdida e cega; Tu que concedes ao sincero grandes bênçãos e favores; Quem protege os assustados dentro do Teu refúgio impenetrável; O qual responde, do Teu horizonte supremo, à súplica dos que clamam por Ti. Louvado sejas, ó meu Senhor! Livraste os desviados, pela Tua guia, da morte da descrença, e conduziste os que se aproximam de Ti à meta da sua caminhada. Regozijaste os corações dos convictos entre os Teus servos, tornando realidade os seus mais acarinhados desejos e, do Teu reino de beleza, abriste ante as faces dos que suspiram por Ti os portões da reunião, e salvaste-os dos fogos da privação e da ausência - de sorte que se precipitaram na Tua direção e alcançaram a Tua presença, e chegaram à Tua porta acolhedora, e receberam um quinhão copioso de dádivas.

Ó meu Senhor! Eles estavam sedentos; ergueste-lhes aos lábios ressequidos as águas da reunião. Ó Compassivo! Ó Doador! Tu acalmaste as suas dores com o bálsamo da Tua bênção e da Tua graça e curaste as suas aflições com o remédio soberano da Tua compaixão. Ó Senhor, faze firme os eus passos na Tua senda irrepreensível, concede-lhes uma visão perspicaz, e sê a causa para que, ornamentados com mantos reais, possam caminhar em glória por todo o sempre.

Verdadeiramente, Tu és o Generoso, O que sempre perdoa, o Precioso, a Suprema Bondade. Não há outro Deus senão Tu, o Soberano, o Poderoso, o Sublime, o Vitorioso.

‘Abdu’l-Bahá

App icon
Bahá’í Prayers
Get the app
font
size
a
theme
Day
Night
font
Sans
Serif
contact us
translations
Currently reading prayer in Português.
This prayer is also available in:
App icon
Bahá’í Prayers
Get the app