Currently reading prayer in Português. Return to English.

Epístola de Naw-Rúz

Louvado seja tu, ó meu Deus, por haveres ordenado o Naw-Rúz como um festival para aqueles que observaram o jejum por amor a Ti e se abstiveram de tudo o que Tu desaprovas. Permite, ó meu Senhor, que o fogo do Teu amor e o ardor causado pelo jejum por Ti prescrito, os inflamem em Tua Causa e os façam ocuparem-se com o Teu louvor e a Tua menção.

Desde que Tu os ornamentaste, ó meu Senhor, com o adorno do jejum prescrito por Ti, concede-lhes também o adorno da Tua aprovação, através da Tua graça e do Teu copioso favor. Pois todos os atos do homem dependem da Tua vontade e estão condicionados ao Teu mando. Se Tu considerasses alguém que interrompeu o jejum como se o tivesse observado, tal homem seria contado entre aqueles que desde a eternidade observam o jejum. E se decretasses que um observante do jejum o tivesse quebrado, essa pessoa seria incluída no número dos que macularam de pó as Vestes da Tua Revelação e se afastaram das águas cristalinas desta Fonte viva.

És Aquele através de Quem se ergueu a insígnia “Digno de louvor és Tu em Tuas obras” e se desfraldou o estandarte “Obedecido és Tu em Tuas ordens”. Torna conhecida aos Teus servos essa Tua posição, ó meu Deus, para que saibam ser a excelência de todas as coisas dependente da Tua autorização e da Tua palavra, e a virtude de todo o ato condicionada à Tua permissão e à Tua vontade, a fim de reconhecerem que as rédeas das atividades humanas se acham nas mãos da Tua aprovação e do Teu mandamento. Que isto lhes seja conhecido para que nada em absoluto os possa excluir da Tua Beleza, nestes dias em que o Cristo exclama: “Todo o domínio é Teu, ó Tu que geraste o Espírito”; e o Teu Amigo exclama: “Glória a Ti, ó Tu, o Mais Amado, pois desvelaste a Tua Beleza e inscreveste para os Teus eleitos o que os fará atingirem a sede da revelação do Teu Nome Supremo, através do qual lamentaram todos os povos exceto aqueles que se desprenderam de tudo, menos de Ti, e se voltaram para Ele, o Revelador do Teu próprio Ser e o Manifestante dos Teus atributos.”

Aquele que é o Teu Ramo e toda a Tua companhia, ó meu Senhor, quebraram hoje o seu jejum, após o terem observado nos recintos da Tua corte, em seu anseio de fazer o que Te apraz. Ordena-Lhe e a eles, e a todos os que entraram na Tua presença, nesses dias, todo o bem que destinaste no Teu Livro. Concede-lhes, então, o que seja de benefício, tanto nesta vida como na do além.

Tu és, em verdade, o Omnisciente, a Suma Sabedoria.

Bahá’u’lláh

App icon
Bahá’í Prayers
Get the app
font
size
a
theme
Day
Night
font
Sans
Serif
contact us
App icon
Bahá’í Prayers
Get the app